Construindo Minha Casa Clean: 08/10/13

Tipos de Cortinas!!! Modernas e Aconchegantes!


E agora, qual a melhor escolha?


A bola da vez são as cortinas para minha casa! Lindas, aconchegantes e um tanto caras hein? Depois dos orçamentos para casa toda e com muitos vidros para cobrir, fiquei apavorada com os valores!! rsrs


As cortinas, como os tapetes, são elementos decorativos de múltiplas funções e características. Além de trazerem aconchego e beleza para o lar, ajudam a escurecer um ambiente, protegê-lo do sol e do barulho e garantem a privacidade. Mas, para isso, é preciso refletir sobre o que você quer para cada cômodo, respeitando as funcionalidades e estilos definidos por você. Por serem caras, as cortinas exigem um cuidado maior na escolha, afinal, não são também o tipo de elemento que se troca com facilidade. Também precisam ser levadas em conta alergias, idades e necessidades básicas do ambiente. Um fator importante que deve ser levado em conta é a entrada de luz natural, ou seja, se há muita entrada de luz no ambiente e se você necessita de ambientes mais claros ou escuros. Por exemplo, os quartos pedem ambientes com menos intensidade de luz, para que você tenha um sono tranquilo, diferentemente da sala que pede maior entrada de luz, exigindo modelos de cortinas de tecidos leves, como o linho e o voal. A principal dica no que tange as cortinas é o comprimento delas. O comprimento ideal para uma cortina na sala ou no quarto é o comprido, aquele que vai até o chão, arrastando um pouco ou não. Nada impede, no entanto, que você escolha outros tamanhos, afinal, o sucesso de uma decoração depende única e exclusivamente do seu gosto e desejo, e eles devem sempre ser levados em consideração. As cores que combinam muito bem são o branco, bege e cinza, o ideal é a cortina acompanhar a cor das paredes!! 
Veja a seguir alguns outros elementos que devem ser levados em consideração durante a escolha do cortinado. Agora vamos nos inspirar!!


1- Sala com cortina de voal com trilho, que fica escondido no cortineiro de gesso! Aqui foi colocado uma segunda cortina de forro, por isso não fica transparente, mesmo assim passa a claridade para o ambiente, nesse caso menos o blackout como tecido de forro, pois ele bloqueia até 100% a claridade, ideal para os quartos! Iluminação dentro do cortineiro! Essa foi a escolha de cortina que fiz para minhas salas e quartos, tecidos lisos e brancos, voal e de forro poliéster nas salas e voal e de forro blackout para os quartos, no hall de entrada, no meu escritório, na cozinha e no lavabo apenas voal!!!


Tipos de Cortinas



Cortina tradicional: feita em tecido, é a mais comum. Pode ser feita com uma grande variedade de materiais, desde o tradicional voal, até camurça, combinando assim com quase todos os estilos de decoração. Muitas vezes, sua função é apenas decorativa - deixando a parte de bloquear a luz para as persianas ou rolôs. São presas a varões ou trilhos suíços e podem ter acessórios como abraçadeiras, xales e pingentes. Os tecidos das cortinas podem ser variados. Entre os principais tecidos utilizados, encontramos o voal ou voil, o algodão, a seda, o linho, o jacquard, o chenille, o veludo, o blackout, lisos e estampados.

Medidas e cálculos:
Existem algumas medidas que auxiliam na hora de escolher quanto de tecido comprar. Essas medidas são aquelas ideais para cobrir imperfeições e garantir um efeito estético mais agradável e confiável, além de manter a função das cortinas conforme o planejado. Sendo assim, busque seu caderninho, um lápis e uma trena e comece a marcar. Primeiro, meça a largura da janela e some entre 20 e 40 cm a mais. Nessa medida, leve em consideração o tipo de tecido que for utilizar. Por exemplo, se o tecido for mais encorpado, multiplique a largura por 2. Já se for um tecido muito fino, multiplique-a por 3, pois assim você garantirá volume ao cortinado. Em seguida, meça a altura da cortina. Se optar pela cortina comprida, por exemplo, meça do varão ou teto até o piso e acrescente de 30 a 50 cm para a barra e a cabeça da cortina. Multiplicando esses valores, você terá a metragem total do tecido. 

Forros e xales também possuem medidas próprias e padrões. Caso o forro seja costurado à cortina, deve apresentar a mesma medida que ela. Se ele correr no trilho, no entanto, deve seguir a medida da largura da cortina, acrescida de 40 cm, multiplicada por 1,5. Em seguida, deve-se multiplicar esse valor pela altura da cortina, acrescida de 50 cm. Já o xale deve apresentar entre 70 a 90 cm de largura e sua altura deve ser calculada acrescida de 50 cm.

Tecidos:
- Voal ou voil: Tecido fino, levemente transparente, pode ser liso, amassado, vazado, trabalhado, mais rústico, estampado, com ou sem bordados. Normalmente é usado combinando com um outro tecido (forro), por ter muita transparência. Podemos combiná-lo com linho, shantung, seda, ou até outro voil de cor e textura diferente.

2- Sala com cortina de voal com trilho, que fica escondido no cortineiro de gesso! Se colocar um tecido de fundo, tipo o poliéster, não vai ficar com essa transparência e ainda assim vai entrar claridade para sala!! De dia pode manter apenas o voal fechado e a noite fechar também o forro, mantendo aconchego e privacidade durante todo o dia!

3- Sala com pé direito duplo com cortina de voal no trilho! Barra pequena, em média 10 cm! O ideal é de no mínimo 20 cm, para não deixar impressão que faltou tecido para finalizar o acabamento!!

4- Sala com pé direito duplo com cortina de voal no trilho! Barra grande! A padrão é de 20 cm, que deixa impressão de uma cortina com ótimo acabamento!!


5-  Salas com cortina de voal com varão e argolas!

6- Sala com cortina de voal com pregas e forro! No trilho escondido no cortineiro de gesso!

7- Sala com cortina de voal no trilho, escondida no cortineiro de gesso ou PVC! De forro cortina de persiana!

8- Sala com cortina de voal marrom! No trilho escondido no cortineiro de gesso!

9- Quarto com cortina de voal no varão com ilhós! Se colocar um segundo tecido de fundo, por exemplo o blackout, ficará até 100% com bloqueio de claridade! De dia poderá deixar apenas o voal fechado, para manter a claridade e certa privacidade, e a noite fechar o blackout, assim o ambiente fica moderno e aconchegante o dia todo!! 

10- Quarto com cortina de voal no trilho, escondida no cortineiro de gesso ou PVC! Aqui arrastando, eu já prefiro 1 cm acima do chão, que também fica comprida e não suja com tanta facilidade, além de dar impressão de ficar sob medida!! Arrastando parece igual roupa, que foi comprada num tamanho maior, rsrs... mas fica lindo igual, só que me passa essa impressão!

11- Cozinha com cortina de voal! No varão com ilhós! Amei! Nesse estilo será a minha!! 

- Seda: É um tecido muito macio e nobre também, normalmente para cortinas é usado dublado, para o tecido ficar mais firme. Pode ser combinado com diversos tecidos, ser usado sozinho, ou com algum outro tipo de seda. Esse tecido tem boa condutividade térmica, ou seja, no inverno ele se torna quente, e no verão frio. Por exemplo, é possível misturar uma persiana em palha de seda, e uma manta por cima com tecido de seda. Com certeza seu ambiente vai ficar muito chique! Em ambientes formais e áreas sociais usa-se muito a seda, o que traz um ar moderno e sofisticado para seu espaço.

12- Sala com cortina de seda com pregas! No trilho escondido no cortineiro de gesso!!

13- Quarto com cortina de seda amassada! No varão com argola e xale com abraçadeiras do próprio tecido!!

14- Quarto com cortina de seda marrom! No trilho escondido no cortineiro de gesso!!

- Shantung: É um tecido muito parecido com voil, mas um pouco menos transparente e um pouco mais encorpado, não tão leve e parece ser mais brilhoso . É uma seda tecida à mão, que cai muito bem numa área social.

15- Sala com cortina de shantung cinza, no varão com ilhós!

16- Quarto com cortina de shantung creme, com pregas no trilho! 

17- Quarto de bebê com cortina de shantung, no varão com ilhós! Com xale, abraçadeira e ponteira do varão de leãozinho!!

- Linho: É um tecido bem encorpado e nobre. Conforto e elegância são o que o tecido cria no seu ambiente. Pode ser combinado com voil, seda, além do shantung.

18- Sala com cortina de linho! 

19- Sala com cortina de linho e pregas!

20- Quarto com cortina de linho e pregas!

- Sarja: Tecido muito encorpado pode ser combinado com voil, ou qualquer outro mais fino. Também pode ser usado sozinho. É muito usado em dormitório de crianças. Cria um ambiente informal e descontraído.

21- Sala com cortina de sarja! No varão com argolas!

22- Quarto de bebê com cortina de sarja! No varão com argolas!!

- Richalieu: Tecido todo rendado e bordados cortados, é muito delicado. É um tecido muito fácil de lavar. Pode ser usado em cozinhas, copas, e até quarto de bebês.

23- Sala com cortina Richalieu! No varão com bandô e xale!

24- Sala de jantar com bandô Richalieu!

25- Quarto com bandô Richalieu!

- Blackout: é um tecido de poliéster que impede a passagem da luz. Bloqueia até 100% a incidência solar.

26- Sala com cortina blackout! No varão com ilhós!

27- Sala com cortina de voal e forro de blackout, bandô e xale! 

Persiana: as persianas são mais indicadas para ambientes descontraídos e/ou minimalistas. Elas costumam ser mais baratas e possuem maior liberdade de abertura, podendo ser verticais ou horizontais. No entanto, possuem um visual mais frio e, apesar de controlarem bem a luz e a ventilação do ambiente, não vedam bem a claridade. São assim chamadas aquelas formadas por lâminas presas por um cordão, que giram vertical ou horizontalmente. As mais comuns são de alumínio e madeira. São boas para diminuir a luminosidade do ambiente e dar privacidade. Seu fechamento pode ser standart (com a cordinha para puxar e travar), monocontrole (com uma haste continua, que se gira para fechar) ou motorizado, ideal para quando a persiana é muito alta. Quanto maiores forem as lâminas da persiana, maior a passagem de luz e ar quando ela está aberta. Tipos de persianas rolôs, romanas e painéis.

28- Sala com persiana de alumínio branca! E para deixar aconchegante cortina de voal!!

29- Sala com persianas de madeira!

30- Sala com persiana de madeira e no meio persiana de alumínio!

31- Quarto com persiana de alumínio branco!

32- Quarto com persiana de madeira!

33- Cozinha com persianas de madeira!

34- Cozinha com persiana de alumínio branca!

35- Cozinha com persiana de alumínio prata!

Silhouette: são exatamente o mesmo que as persianas, mas confeccionadas com tecidos. Elas combinam a praticidade das persianas com a elegância dos mais variados tecidos.

36- Sala com cortina silhouette!

37- Sala com cortina silhouette vertical!

38- Quarto com cortina silhouette!

39- Cozinha com cortina silhouette!

40- Banheiro com silhouette!

PVC com voal: é uma persiana vertical em PVC revestida com tecido voal. Essa cortina nos traz a possibilidade de vedação parcial da luz ou translucidez. Quando está totalmente fechada, ela protege dos raios solares, deixando o ambiente mais escuro. É possível fazer o controle da luminosidade através da regulagem das lâminas que giram até 180º. Quando a persiana está com suas lâminas abertas, deixa o ambiente claro, favorecendo uma suave entrada de claridade, proporcionando um ambiente mais aconchegante e elegante.

41- Sala com cortina de PVC e voal!

42- Sala com cortina de PVC e voal!

43- Quarto com cortina de PVC e voal!

Cortina Romana: também chamada de persiana romana, é vertical e estruturada com varetas, que permitem que se feche em camadas. Por ser estruturada, ela pode ser feita dos mais variados tecidos. Dependendo da escolha do material, serve para o escurecimento total do ambiente, ou apenas para gerar privacidade. O uso de materiais mais ousados, como a palha, permite que ela componha ambientes modernos.

44- Sala com cortina romana!

45- Sala com cortina romana e para deixar mais aconchegante com cortina de tecido!

46- Sala de jantar com cortina romana!

47- Quarto com cortina romana!

48- Quarto com cortinas romana!

49- Cozinha com cortina romana! Amei!

Cortina Romana de Teto: as soluções para teto são opções para cobertura de espaços abertos, oferecendo proteção solar, conforto térmico e visual. A diversidade de modelos da linha permite a composição dos mais variados estilos de ambiente.

50- Varanda com cortina romana de teto! Meu marido se apaixonou por essa cortina, rsrs... para colocar na nossa garagem, que é com pergolado e vidro!

51- Varanda com cortina romana de teto!

52- Sala com cortina romana de teto!

Rolô: a cortina rolô é moderna, clean e combina com diferentes estilos de decoração! Com um mecanismo especial, ele se enrola para o fechamento. É o modelo mais usado para escurecimento total do ambiente, com tecido blackout. Quando enrolado, pode ficar oculto na sanca ou atrás do varão de uma cortina. Por isso mesmo é muito usado no lugar do forro por quem quer uma cortina tradicional na decoração, mas também a possibilidade de escurecer um ambiente com home theater, por exemplo.

53- Sala com cortina rolô!

54- Quarto com cortina rolô!

55- Cozinha e sala de jantar com cortina rolô!

Cortina Rolô Blackout: o blackout bloqueia até 100% da passagem de luz por meio de um revestimento especial, além de possuir um apelo decorativo.

56- Sala com cortina rolô blackout e voal para deixar mais aconchegante!


57- Quarto com cortinas rolô blackout!

58- Quarto com cortina rolô blackout e voal para deixar mais aconchegante!!

Cortina Rolô Double Vision: A Rolô Double Vision é um modelo inovador de cortina. O tecido sobreposto com listras horizontais cria um magnífico movimento, quando a peça é acionada. A base deslizante permite que os tecidos se intercalem propiciando um efeito lúdico.
59- Sala com cortina rolô double vision!
60- Sala com cortina rolô double vision!

61- Sala com cortina rolô double vision!

62- Quarto com cortina rolô double vision!

Cortina Rolô Tela Solar ou Tecidos Translúcidos: deixa passar a luz, sem permitir, entretanto, que se vejam nitidamente os objetos através de sua espessura. Permite a visibilidade externa e ao mesmo tempo protege o ambiente da entrada excessiva do calor.

63- Sala com cortina rolô tela solar!

64- Sala com cortina rolô tela solar!

65- Quarto com cortina rolô tela solar!

66- Cozinha com cortina rolô tela solar!

67- Cozinha com cortina rolô tela solar!

68- Banheiro com cortina rolô tela solar! Amei!!

Cortina Painel: a cortina painel é uma ótima solução para grandes espaços e vãos de passagem, com recolhimento lateral ou bilateral. Painéis de lona ou sarja compõem essa cortina que se abre horizontalmente, presa a um trilho. É usada em ambientes em que há um espaço ao lado da porta ou janela que vai cobrir, pois se ficar somente sobre a janela, metade dela sempre estará fechada.

69- Sala com cortina painel!

70- Sala com cortina painel!

71- Quarto com cortina painel!

72- Banheiro com cortina painel!

Cortina Celular: é confeccionada com tecido-papel em forma de colméias. Abre e fecha verticalmente, formando uma espécie de sanfona. Pode ser feita com blackout, possibilitando redução na entrada de luz e isolamento acústico.

73- Sala com cortinas celular!

74- Sala com cortina celular! 

75- Sala com pé direito duplo com cortina celular!

76- Quarto com pé direito alto com cortina celular!

Cortina Plissada: a cortina plissada com sua forma dinâmica e ondulações acentuadas, faz da simplicidade o seu conceito. Com efeito utilizado por estilistas de moda para um visual simples e elegante, compõe harmoniosamente seu estilo de decoração. Devido ao estilo plissado a cortina se compacta utilizando o menor espaço possível (entre 3% a 6% do seu tamanho) o que permite uma maior visibilidade exterior sem interferir com o interior. O tamanho varia de acordo com o modelo e acionamento. Ideal para escritórios e residências que buscam privacidade e leveza.

77- Sala com cortina plissada e de tecido para deixar mais aconchegante o ambiente!

78- Sala com cortina plissada!

79- Quarto com cortina plissada!

80- Quarto com cortina plissada!

81- Cozinha com cortina plissada!

Plissada Duplex: Ideal para grandes vãos, são duas cortinas lado a lado no mesmo trilho, com acionamentos independentes em um único produto.

82- Quarto com cortina plissada duplex e de tecido!

Plissada Duofold: Também conhecida como TopDown/BottomUp, com um sistema de cordas composto de dois comando independentes, movimenta-se a cortina debaixo para cima e vice-versa.

83- Sala com cortina plissada top down!

84- Sala com cortina plissada top down!

Plissada Day-Night: São duas cortinas, uma translúcida e outra blackout. Onde comandos independentes movimentam as peças, para cima e para baixo, escurecendo ou clareando o ambiente podendo ser totalmente recolhidas.

85- Sala com cortina plissada Day-Night!

Suporte de fixação:
Os suportes podem ser de dois tipos: o varão e o trilho. 
varão costuma ser mais popular, por ser mais simples. Ele pode ser único, duplo, ou triplo, dependendo da utilização de forros e cortinas. Pede cortinas de tecidos mais leves, franzidas ou com pregas, mas também permite a utilização de cortinas mais encorpadas  por meio da utilização de argolas. Tem varões de madeira, ferro, escovado, aço cromado, etc. Um dos mais utilizados é o de aço cromado por ser mais leve!

O trilho também pode ser único, duplo ou triplo e prefere cortinas de tecidos mais pesados. Combina bem com forros, que valorizam a vedação de luz, como o blackout. Seu maior inconveniente é precisar escondê-lo, o que é possível ser feito com forros de gesso ou com a própria cortina, aplicando o rodízio um pouco abaixo da borda do tecido, também com isopor, MDF ou madeira que imitam o cortineiro de gesso. O trilho suíço veio para substituir o antigo trilho de alumínio!


Acabamentos:



Acionamentos:
Standard ou Cordão : sistema simples e prático, que permite acionar o produto para abrir ou fechar por meio de um cordão.
EasyRise: caracterizado pelo o uso de um cordão contínuo e um dispositivo especial, que reduz a força necessária para o acionamento da cortina e mantém cordão sempre com o mesmo tamanho, proporcionando uma operação mais confortável.
Top Down/Bottom Up: permite a abertura da cortina partindo do topo até a parte de baixo, ou de baixo para cima, ou ainda uma combinação de ambos os movimentos, possibilitando cobrir apenas a região desejada da janela.
Duolite: a opção de acionamento duolite possibilita usar uma combinação de 2 tecidos em um único dispositivo, disponibilizando a delicadeza de um tecido transparente e a privacidade de um tecido opaco em uma mesma cortina.
Vertiglide: o acionamento vertiglide é diferenciado dos demais pois permite a aplicação horizontal da duette.
Simplicity: indicado para janelas com pequenas dimensões e de difícil acesso. Conta com uma prática alça de acionamento que oferece um controle suave. Também possui como opcional um bastão retrátil de alcance máximo de 3m.
Monocontrole : por corrente ou corda sem fim.
Motorizada : proporciona maior conforto ao usuário, melhor estética e maior durabilidade ao produto, pois oferece uma linearidade na velocidade de manuseio do produto. Pode ser acionado por controle remoto ou painel fixo, oferecendo maior comodidade ao cliente.

Abraçadeiras: 
Servem para prender a cortina. Pode ser usada apenas de um lado ou dupla. Tem de vários materiais, como strass, cristais, alumínio, pingente, tecido da própria cortina, etc.

Abraçadeira de metal, mais delicada para quarto infantil!

Abraçadeiras duplas de metal, deixando a decoração mais pesada e requintada!

Abraçadeira de tecido da própria cortina, deixando o ambiente mais discreto!

Apenas uma abraçadeira de metal! Deixando a decoração mais discreta!

Abraçadeiras dupla de pingente!

Abraçadeira de cristal!

Cortineiros:
Sanca de poliestireno ou isopor: de colocação rápida e menos sujeira, as sancas em isopor podem receber qualquer tipo de acabamento. Além de mais leves, bonitas e de fácil manutenção, trazem qualidade e sofisticação para casa.

Cortineiro de isopor com menos detalhes!

Cortineiro de isopor com mais detalhes!

Sanca de MDF: o MDF é um painel de fibras de madeira sendo sua composição homogênea em toda a sua superfície como em seu interior. Graças a sua resistência, estabilidade é possível obter-se excelentes acabamentos em móveis, artesanatos, molduras, rodapés, colunas, balaústres, divisórias, forros. Destaca-se pela possibilidade de ser pintado ou laqueado, podendo ser cortado, lixado, entalhado, perfurado, colado, pregado, parafusado, encaixado, moldurado. 

Cortineiro de MDF! Uma opção seria colocar a placa inteira ao redor do forro como sanca, parecido com o gesso tabicado e assim esconder os trilhos da cortina!

Sanca de madeira: o ideal é pintar a madeira de branco e colocar inteira ao redor do forro e assim esconder os trilhos da cortina! 

Sanca de madeira!

Sanca de gesso: ideal para deixar os trilhos da cortina escondidos!

Gesso acartonado em toda parede! Como sanca e cortineiro!

Cortineiro de gesso apenas na janela!

Sanefa: Tira larga de tecido que se estende sobre a parte superior de uma cortina.

Cortina com sanefa! É essa tira pink que esconde os trilhos da cortina!

Bandô: Faixa decorativa, de madeira ou outro material e revestida de tecido ou pintada, que arremata a parte superior de cortinas, para esconder os trilhos ou enfeitar acima do varão.

Bandô de madeira!

Bandô de tecido!

Bando de voal!

Xale: são os tecidos que ficam nos cantos da cortina, geralmente presos por abraçadeiras.

Cortina com bandô e um xale com abraçadeira!

Cortina com bandô e dois xales com abraçadeiras!

Cuidados na hora de lavar e limpar as cortinas

O sol é o primeiro vilão das peças de tecido: desbota e faz com que o material se desgaste mais rapidamente. Nesse caso, lance mão da proteção de um forro. Para preservar a trama e eliminar o pó, outro inimigo, passe aspirador a cada dez dias, evite que o vento sugue a cortina para fora da janela e lave-a de forma apropriada ao tipo de tecido. Em geral, basta uma lavagem ao ano, mas a frequência precisa ser maior em ambientes úmidos, onde os ácaros se proliferam. Aqueles que priorizam a praticidade devem, na hora da compra, escolher um material durável e fácil de cuidar. Primeiro, aspire com o bocal de escova para tirar o pó acumulado. Retire argolas e eventuais acessórios. Coloque na máquina somente a cortina (sem o forro ou outras peças de roupa) e evite centrifugar. Se estiver muito suja, deixe-a de molho em sabão em pó por até 40 minutos. Faça a pré-lavagem sempre com água fria, ou a sujeira poderá se fixar. Na lavagem em si, a temperatura da água depende da trama, mas a maioria pode ser higienizada a quente, o que ajuda a remover manchas. Ficou na dúvida ou com medo de encolhimentos? Mande para uma lavanderia. Não é recomendado usar amaciante, que pode ocasionar manchas. A peça volta ao varão ou ao trilho para secar e se autoalisar, o que dá caimento.

Como limpar persianas
No dia a dia, utilize aspirador de pó com bocal de escova. Se preferir o espanador, passe-o nas lâminas voltadas para baixo, vire-as para cima e passe de novo. Não faça lâmina a lâmina para evitar que entortem. Para a limpeza pesada, busque mão de obra especializada. O profissional retira e devolve as persianas apenas – o motor continua instalado no local.

Como lavar cada tipo de tecido

Algodão pré-encolhido e tergal: ambos podem ser lavados na máquina e com sabão em pó comum. O algodão pré-encolhido não corre o risco de encurtar na lavagem feita com água a 60 ºC.
Linho, xantungue, algodão puro e seda: melhor confiar o serviço a uma empresa especializada, já que podem desbotar e encolher.
Poliéster: deve-se deixá-lo de molho em água fria por até 40 minutos, sem nenhum produto, e trocar o líquido três vezes. Nunca secar ao sol.
Renda: antes de ir à máquina, insira-a em um saco de proteção (disponível em lojas do ramo) e use sabão em pó.
Veludo: de vez em quando, escove-o com um pano de camurça, ligeiramente umedecido com água morna.
Voal: Lave com sabão líquido de côco. Se for branco, no enxágue, adicione uma colher de sopa de bicarbonato. Deixe a máquina em modo de lavagem delicada.
Cortina romana: use espanador. Se o modelo for de tela solar, passe um pano seco com sabão neutro.
Blackout de PVC: limpe com esponja e sabão neutro. Essa operação pode ser feita com a cortina pendurada.
Rolô: desenrole-o completamente e aspire dos dois lados com bocal de escova.
Painéis: utilize pano úmido com detergente neutro. Se o trilho for de alumínio, ajuste sempre a porca do parafuso, pois ela desrrosqueia com o uso e pode cair.

Como limpar os acessórios

Acessórios resinados ou de acrílico: somente retire o pó com uma flanela.
Bandô com estrutura de madeira: passe aspirador de pó frequentemente para não ficar encardido.
Varão, trilho e argolas cromados ou de latão: basta um pano úmido. Se os acessórios tiverem muito tempo de uso, aplique limpa prata líquido. Só tome cuidado para não deixar cair no tecido. Para evitar a ferrugem, ferva água com vinagre e mergulhe nela os anéis. Passe essa mistura também em varões e ponteiras. No caso dos trilhos, verifique sempre se não estão enferrujados ou danificados.
Varão, trilho e peças de alumínio ou madeira: empregue lustra-móveis ou um pano embebido de um pouco de óleo de cozinha. Além de manter o brilho do acabamento, esse procedimento facilita o deslize de ilhoses e argolas.

Dicas:
- Cortinas de tecidos mais modernas, geralmente as melhores opções são com estampas lisas, com cores neutras, sem bandô e xale.
- Muito usado hoje para esconder os trilhos são os cortineiros de gesso ou similares de isopor, MDF ou madeira para quem tem forro de concreto ou de outro material sem gesso.
- Não gosto de misturar tipos diferentes de cortinas, parece que algo está errado, como colocar persiana e voal, prefiro só de tecido duplo ou só de persiana, pois parece que oferece um melhor equilíbrio visual ao ambiente.
- Fiz orçamento em várias lojas e costureiras da minha cidade e cidades vizinhas. Acabei fechando com a costureira que fez minha cortina da sala do meu apê, há 5 anos atrás. Em primeiro lugar porque o orçamento dela ficou com os melhores valores, depois porque eu já conhecia o material e o trabalho dela, assim não tive medo. Ela vai me entregar a cortina pronta e colocada.

Como minha casa é toda branca, com linhas retas e com muitos vidros, precisava de uma cortina leve e que proporcionasse aconchego aos ambientes! Diferente de tecidos escuros e pesados ou cortinas como persianas, que por mais que sejam bonitas, deixam a decoração mais fria.
Por isso todas as minhas cortinas serão de tecido! Tecido liso branco, sem pregas, com trilho e compridas, da altura do forro até o piso, com 1 cm de distância do chão! Com exceção das cortinas da cozinha e do lavabo, que serão no varão de aço, cromado com ilhós prata, e serão um pouco abaixo do forro até um pouco abaixo da janela.
Nas salas farei com tecido duplo, voal e poliéster. No hall de entrada, no meu escritório, na cozinha e no lavabo apenas voal (na cozinha, além do voal ser um tecido que vai acompanhar as salas, já que o ambiente é integrado, é super fácil de lavar e secar). Nos quartos e no banheiro da suíte será com tecido duplo, voal e blackout (no banheiro da suíte, como a parede é de vidro, o ideal é ficar igual o quarto e o bom é que posso sempre deixar a janela do banheiro aberta ventilando, e o blackout e o voal é super fácil de lavar e secar).

Veja mais cortinas modernas aqui!

Estou ansiosa para ver elas prontas e colocadinhas na casa!!!
E daí mostro para vocês como ficou :D
Quem já comprou, me diz qual escolheram, se gostaram, alguma dica de limpeza!!
Comentem a vontade!

E quais vocês mais gostaram?
Eu amei a 1, 3 e 11 que são iguais as minhas! Mas os ambientes 41, 67 e 68 achei muito aconchegante, apesar do valor desse tipo de cortina ser bem alto e até mais caro que as de tecido!


Assista abaixo meu vídeo onde falo sobre minhas cortinas, inspire-se e inscreva-se no canal TV Casa Clean :)



Consultoria de decoração online: Receba dicas e 3D para sua casa com valor acessível
Curso online de decoração: Se torne especialista em decoração de interiores
Leia Mais ►

NÃO ALTERE NEM MOVA ESTE GADGET!



Custom Search
Pin It button on image hover