Construindo Minha Casa Clean: Conjugado, Flat, Kitchenette ou Estúdio? Veja a Diferença!

Conjugado, Flat, Kitchenette ou Estúdio? Veja a Diferença!

O conceito de estúdio saiu da ideia de loft que, por sua vez, surgiu a partir de antigos armazéns dos Estados Unidos. Estúdios são espaços compactos, com ausência de paredes, onde tudo é integrado - com exceção do banheiro - e a área é menor do que 40m². Possui um estilo mais moderno, industrial, multifuncional e, consequentemente, prático. 



CONJUGADO, FLAT, KITCHENETTE OU ESTÚDIO? 

CONJUGADO = KITCHENETTE

Com até 50 m², esse tipo de apartamento tem sala conjugada ao quarto, uma área para a cozinha e o banheiro separado por parede ou divisória. Normalmente esses apartamentos são mais simples, porque o nome “quitinete” passa a ideia de um lugar modesto. Em um conjugado simples, a decoração recebe mix de estampas e peças divertidas.

FLAT = APART HOTEL

Apartamento compacto em que o edifício comporta diversos serviços, tais como hotelaria, lanchonete e lavanderia, bem como um flat.


LOFT


O Conceito de loft urbano foi consagrado mundialmente, com os grandes espaços industriais de Nova Iorque, convertidos para uso residencial. Um loft é conceituado pelo pé direito de no mínimo 3,20 m, ausência de divisões internas, colunas e tubulações aparentes além da ausência de forro e piso e iluminação natural garantida por grandes janelas. 



STUDIO


Espaços super compactos e multifuncionais, com apartamentos de até 40m² desenvolvidos para classe média e alta.

ORIGEM DOS ESTÚDIOS


O conceito para estúdios começou a surgir em grandes metrópoles como Paris, Nova York e Tokio. Nestes casos, o pouco espaço das áreas privadas é compensado com áreas sociais mais espaçosas e dinâmicas. 

A grande metrópole de São Paulo iniciou há aproximadamente 5 anos atrás a construção dos estúdios. Devido à metragem, o preço final é vantajoso para as construtoras, que cobram mais por metro quadrado construído.


Já para o consumidor, o valor final é alto devido a localização em bairro nobre e pelo conceito do empreendimento.
Apartamento parisiense do século XVII transformado em Estúdio.
Projeto: Arquiteta Anne Holland 

PÚBLICO ALVO




Os estúdios são indicados para solteiros ou para um casal sem filhos, que trabalha fora e quer viver em um bairro bem localizado, transporte de fácil acesso e muita praticidade. Este espaço destina-se principalmente a executivos e jovens de classe média. As construtoras apostam em uma tendência demográfica que é o crescimento da população de estudantes universitários, jovens que têm demorado mais para se casar e ter filhos e divorciados. Há também quem passe apenas os dias úteis da semana na capital.


Confira abaixo duas propostas de interiores de Marcelo Rosenbaum em parceria com o escritório Guto Pequena, para o Edifício Brasil, localizado em São Paulo (República)




Gostaram?
Acho lindo loft porque o quarto fica no andar superior!


6 comentários:

  1. Olá Grazi tudo bem???


    Adorei saber, direitinho, a diferença entre eles!!!

    Confesso que meu sonho é morar numa casa, hoje moro numa apartamento de 2 quartos!!!


    Beijinhos;
    Débora.
    http://derbymotta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi De!
      Tudo!! Que bom :)
      Casa é melhor mesmo... mais privacidade e espaço!!
      Beijos

      Excluir
  2. Esses tipos de moradias compactas e bem montadas, é uma tendência que a cada dia conquista mais gente, eu confesso que acho lindo e pratico um loft, por exemplo, mas como já estou acostumada com uma casa grande, não sei se trocaria, mas que é muito lindo, ah isso é.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi grazy, trabalho em uma construtora e está cada vez mais em alta esse estilo de apartamento e quem mais procura por eles são os jovens!
    Adorei as imagens que separou aqui pra gente!
    Beijos
    Minhas Inspirações por Sara Menezes

    ResponderExcluir


NÃO ALTERE NEM MOVA ESTE GADGET!



Custom Search
Pin It button on image hover