Reforma econômica: como transformar o ambiente sem gastar muito?

Dicas para inovar em sua casa ou apartamento sem pesar no seu bolso

IMAGEM PEXELS

Ao ouvir a palavra reforma, muitas pessoas já pensam em algo grande e com alto investimento. Ainda assim, mesmo uma mudança completa na casa pode resultar em pouco custo, tudo o que você precisa fazer é se planejar. 

Um bom exemplo é aproveitar os descontos da Black Friday para comprar os materiais necessários ou trocar móveis e eletrodomésticos. Agora, que tal conferir mais dicas que vão ajudar a inovar sem gastar muito?

Pinte as paredes

A ideia mais básica para quem gosta de apostar no faça você mesmo. Basta comprar uma lata de tinta de qualidade e se arriscar mudando as cores dos cômodos. Para economizar, opte pela lata grande, na cor branca e pelo corante em sua cor preferida.

Assim, você tem uma tinta que rende para a casa toda, mas vai testar tons diferentes em cada ambiente. Vale, inclusive, deixar a criatividade rolar solta e experimentar desenhos ou listras, além de uma parede com tom mais escuro.

Prefira o granito

O granito tem boa qualidade e durabilidade e é mais barato em comparação a outras pedras, como o mármore. Ao trabalhar em pisos, bancadas e cooktop, considere esta pedra como sua primeira opção. 

Além de ter cores diversas, deixa o ambiente mais aconchegante e elegante, porém, sem que seja preciso gastar muito. Vale uma boa pesquisa antes de fazer a compra, para apostar num bom preço do metro quadrado.

Invista no papel de parede

O papel de parede é uma alternativa para quem quer reformar, mas não pode mexer nas paredes ou prefere não mudar a cor original. Existem muitas opções disponíveis e você pode combinar com o restante da decoração.

Vale misturar cores e até formatos, sem contar que, para quem vive em casa ou apartamento alugado, o papel de parede é a opção mais segura e fácil de mudar um ambiente.

Faça um bom planejamento

Planejamento é o principal aliado de quem precisa gastar pouco ao reformar. Faça uma planilha ou anote no papel tudo o que é urgente, o que você gostaria de mudar e o que é dispensável.

Depois, comece uma pesquisa de valores e anote ao lado de cada item o valor médio. Em seguida, é só fazer uma comparação com o orçamento disponível e selecionar o que será possível reformar.

Dispense a cabeceira da cama

Um investimento que poderá significar um custo a mais. Há cabeceiras de cama mais baratas, mas você pode testar algo diferente usando papel de parede ou tinta. Basta definir o espaço onde a cama vai ficar, depois, faça um recorte com a altura da cabeceira.

Cole o papel de parede neste recorte ou use um tom diferente de tinta para destacar que ali seria a área exclusiva da cama. Essa sugestão fica ainda mais interessante se a base da cama é feita com material reaproveitado, como os pallets.

Reaproveite o que você já tem

Já deu uma olhada no que tem em casa? Você pode estar diante de muitas artigos que podem ser reaproveitados. Móveis velhos e sem uso vão se transformar em algo completamente novo, assim como é possível ressignificar itens de decoração. 

Experimente trocar a cor de uma mesa de cabeceira, colocar papel contact em um guarda-roupa antigo e até trocar o puxador das gavetas da cozinha. O resultado promete ser incrível.

Pesquise os preços antes de comprar/contratar

Uma etapa muitas vezes ignorada, mas que faz toda a diferença. Antes de comprar os materiais ou contratar profissionais, se permita uma boa pesquisa de preço. Faça comparações e, se possível, tente conseguir descontos.

Você vai encontrar muitos serviços e produtos de qualidade por preços que cabem no seu orçamento.

0 comentários