Construindo Minha Casa Clean: 8 erros mais comuns nas reformas de apartamento

8 erros mais comuns nas reformas de apartamento

Descubra as falhas mais comuns e que provocam grandes dores de cabeça na vida dos proprietários de imóveis


Pensando em dar início a uma reforma? Então é melhor tomar cuidado. Afinal, sem as informações certas, as reformas podem facilmente se transformar em um grande pesadelo, e ninguém deseja esse tipo de coisa.


Para lhe ajudar a evitar prejuízos e pensar melhor no planejamento da obra, a seguir estão listados os 8 erros mais comuns cometidos nas reformas de apartamentos. Falta de autorização do condomínio, acúmulo de entulho e a falta de caimento no piso são alguns deles.

1. Não estabelecer a ordem em que cada serviço será feito

Imagine que estamos falando de uma reforma para finalização do acabamento, o que envolve a colocação de revestimento no piso, instalação dos forros de gesso e pintura das paredes. Como não há uma ordem lógica dos serviços, o primeiro a fazer a sua parte é o profissional responsável pelo revestimento, um porcelanato brilhante caríssimo. 


No entanto, após o porcelanato todo instalado, o próximo profissional a realizar o seu trabalho é o gesseiro e, em seguida, o pintor. Sabe o que isso significa? Mesmo protegendo o revestimento, há grandes chances do porcelanato acabar manchado ou danificado. 

Por isso, é fundamental estabelecer uma sequência lógica na reforma para evitar que um reparo acabe comprometendo a qualidade do outro. 

2. Dar prioridade ao acabamento e postergar a estrutura

É normal que os proprietários do imóvel fiquem ansiosos para enxergar o término da reforma. Contudo, quando se fala em obra, a pressa é inimiga da perfeição. Por isso, dar prioridade exagerada ao acabamento ao ponto de postergar questões estruturais como infiltrações e vazamentos, é um tremendo erro.


A prioridade deve ser sempre a estrutura do imóvel, pois, ao adiar esse tipo de conserto, o risco de gastar muito mais no futuro é enorme. E nesse cenário, pouco importa ter uma sala de estar "capa de revista" ou uma cozinha dos sonhos, pois há o risco de ter que quebrar os cômodos já finalizados para resolver problemas que poderiam já estar resolvidos.

3. Esquecer do caimento do piso

Poças no banheiro, na lavanderia, na varanda ou em outros lugares do imóvel são resultados de um detalhe que muitas vezes passa despercebido: o caimento do piso. Além de ser um problema incômodo, a formação de poças em áreas molhadas como o banheiro e a lavanderia pode, inclusive, manchar a cerâmica. Por isso, deixar esse detalhe de lado é um grande erro.


Para evitar que o profissional responsável pela obra esqueça do caimento, o proprietário deve ficar de olho no momento da execução do piso. Afinal, o caimento é feito no contrapiso, antes da colocação do revestimento.

4. Não dimensionar corretamente os espaços

O ideal é sempre contar com um time de profissionais especializados para evitar ao máximo erros durante a reforma. Contudo, há quem arrisque mobiliar e decorar o apartamento por conta própria, o que pode gerar alguns problemas como a falta de dimensionamento dos espaços.


Essa falta de dimensionamento consiste em não pensar no todo e acabar adquirindo móveis e peças de decoração de acordo com a sua beleza individual. O resultado é, muitas vezes, falta de aproveitamento de espaço e de harmonia nos ambientes. 

5. Errar na contratação de profissionais 

O custo com mão de obra representa a maior parte de todo o investimento da reforma. Por isso, é importante pesquisar muito bem antes de fechar com um profissional. Algumas coisas podem lhe ajudar nisso, como buscar referências, marcar reuniões presenciais com o profissional e, ainda, conversar com clientes anteriores.


6. Reformar sem autorização prévia

Caso a reforma seja uma obra de grandes proporções, é necessário obter, antes de começá-la, autorização do condomínio. Afinal, dentro do condomínio existem regras que devem ser seguidas, como horários para execução da obra, regras para limpeza de entulho das áreas comuns e, em alguns casos, limites para modificação da planta original do apartamento.


7. Acumular entulho

Aproveitando o gancho do tópico anterior, o acúmulo de entulho é outro erro comum presente nas reformas de apartamento. 


Além de correr o risco de levar uma multa do condomínio, deixar o entulho da obra encostado em lugar errado pode colocar a obra em risco, incluindo a integridade física dos profissionais envolvidos na reforma, que podem tropeçar ou sofrer acidentes. 

8. Não fazer mais de um orçamento em locais diferentes

Além do custo da mão de obra, o segundo maior custo envolvido em uma reforma é o de compra de materiais. Por isso, antes de iniciar a sua reforma, recomenda-se fazer mais de um orçamento de profissionais e também de materiais de construção.


Tenha em mente que os preços podem variar muito de um profissional para o outro e também entre as lojas. Alguns fatores que influenciam no preço dos materiais são: as marcas dos materiais e o tamanho e endereço da loja, pois é necessário considerar aqui o custo do frete cobrado para a entrega.

Imagens via Google

E aí, já ouviu falar em algum desses erros? 
Qual deles você corria o risco de cometer antes de ler este artigo? 
Lembre-se de compartilhar o conteúdo com aquele seu amigo que está prestes a reformar um apartamento no Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


NÃO ALTERE NEM MOVA ESTE GADGET!



Custom Search
Pin It button on image hover